http://www.itabiranet.com/adm/img_int/images/palmeiras.gif
INÍCIO     NOTÍCIAS     VÍDEOS    CINEMA    EVENTOS    FEMININO    GALERIA DE FOTOS    CONTATO
Escrito por Fernanda Labate
Dieta do ovo cozido emagrece mesmo, mas há um cuidado essencial para que dê certo
19/11/2018 às 11:38:29

Além de ser aposta de muitas famosas que estão empenhadas em dietas para perder peso, o ovo é a estrela de uma das dietas mais procuradas pelos brasileiros na internet. Conforme mostra um levantamento feito recentemente pelo Google, a “dieta do ovo cozido” está entre os dez métodos que as pessoas mais buscaram no último semestre e, apesar de esse alimento ser, sim, um grande aliado da dieta, é importante não depender apenas dele.

jultud / Shutterstock | Africa Studio/Shutterstock

Benefícios do ovo

Além de auxiliar no processo de emagrecimento, o ovo também é um alimento bastante positivo para a saúde. Apesar de a gema ser rica em colesterol – algo que, segundo especialistas, não oferece riscos quando consumido por um organismo saudável –, o alimento é rico em proteína e vitaminas que fazem bem ao corpo.

Assim como qualquer proteína, o ovo contribui para o ganho de massa magra e, por ter um valor calórico bem reduzido perto de outros alimentos, é ainda mais apropriado para quem quer perder peso. Fora isso, ele contém vitamina B2 (que auxilia na digestão) e é um dos poucos alimentos com alto teor de vitamina D (importante para os ossos, dentes e para os sistemas imunológico, cardiovascular e cerebral).

VIX

Dieta do ovo cozido: como é?

Conforme explica a nutricionista Thayana Albuquerque, a ideia dessa tão conhecida dieta é consumir esse alimento cozido antes das principais refeições do dia, e a ideia se deve ao alto poder que o ovo tem de segurar a fome sem oferecer muitas calorias ao corpo.

“Como o ovo aumenta bastante a saciedade pela quantidade de proteínas, a pessoa comeria tão pouco na próxima refeição que, ao final do dia, acabaria emagrecendo por comer menos”, explica a nutricionista.

Cuidado importante para dar certo

Apesar de essa técnica render frutos para quem quer emagrecer, a nutricionista afirma que segui-la sem realmente adotar novos hábitos alimentares mais saudáveis não é algo que se sustente.

Isso porque, caso a pessoa enjoe do alimento ou queria exclui-lo da dieta por já ter perdido todo o peso que pretendia perder, mas ainda conserve maus hábitos alimentares, é bem provável que volte a engordar.

Assim, para que a dieta funcione de forma definitiva, é preciso haver uma reeducação alimentar em conjunto com a estratégia.

Para Thayana, o segredo para transformar o ovo em uma estratégia para emagrecer é planejando as refeições de forma a torná-lo parte da quantidade de proteínas calculada para o dia.

Na reeducação alimentar, por exemplo, é normal que as pessoas passem a seguir “cardápios” com opções saudáveis de refeições, e o ovo pode aparecer em várias delas.

bluedog studio/Shutterstock

“Ele é um bom alimento para consumir no café da manhã e no lanche da tarde, por exemplo. Pode ser consumido tranquilamente umas duas vezes ao dia”, recomenda a nutricionista, citando omeletes e crepiocas como duas receitas versáteis que podem fazer parte de uma alimentação saudável.

É importante, porém, ficar de olho em como ele é preparado. Em dietas de emagrecimento, é preciso evitar preparar os ovos em óleo e deixar de fora temperos ou complementos muito calóricos (como queijo amarelo, por exemplo).

Outro cuidado que a especialista destaca é prestar atenção às reações do corpo durante a dieta, já que muita gente é intolerante ao ovo sem saber e, sendo assim, ingeri-lo em excesso pode fazer mal.

Reprodução - Escrito por Fernanda Labate - VIX MULHER







E-mail: contato@itabiranet.com

(31) 8891-0512

NOTÍCIAS EM ÚLTIMO MINUTO!

© ItabiraNet 2019. Todos os direitos reservados. Webmail