INÍCIO     NOTÍCIAS     VÍDEOS    CINEMA    EVENTOS    FEMININO    GALERIA DE FOTOS    CONTATO
A liberdade de ser solteira
Existe um tipo de pessoa que é mais feliz solteira do que namorando
15/12/2015 às 11:37:50

Até pouco tempo atrás, as pesquisas sobre relacionamentos e felicidade costumavam apontar sempre para o mesmo resultado: o de que pessoas comprometidas são, de modo geral, mais felizes do que as solteiras. No entanto este padrão de comportamento vem mostrando sinais de mudança.

Um estudo realizado pela Universidade de Auckland, na Nova Zelândia, descobriu que nem todas as pessoas ficam mais felizes quando começa a namorar - e que há uma característica em comum entre essas que se dão melhor com a solteirice.

De acordo com os pesquisadores, aqueles que têm maior tendência a evitar situações desconfortáveis, em oposição aos que têm tendência a perseguir objetivos de felicidade, demonstraram ter um nível de felicidade maior quando desacompanhados.

O estudo

Os cientistas realizaram duas análises, reporta o jornal Huffington Post. Na primeira, coletaram informações de 187 estudantes universitários de idades entre 19 e 54 anos. Os participantes responderam se estavam “envolvidos em um relacionamento romântico” e, se sim, apontaram quão séria era a relação.

Depois, eles completaram medidores que determinaram se eles tinham tendência a evitar situações negativas (ou seja, se fugir de experiências ruins em relacionamentos, como conflitos e rejeição, motivava-os) ou a perseguir objetivos de felicidade (ou seja, eram motivados pela possibilidade de que boas coisas acontecessem a partir do relacionamento, por isso, eram otimistas e buscavam um). Por fim, eles avaliaram quanto concordavam com as afirmações “Estou satisfeito com minha vida” e “No geral, minha vida está próxima ao ideal” em uma escala de 1 a 7 durante 10 dias seguidos.

Na segunda análise, os pesquisadores usaram dados coletados por dois anos consecutivos de 4.024 participantes com idades entre 18 e 94 anos. As informações diziam quem era solteiro, namorava, morava com um parceiro ou era casado, bem como as respostas dos participantes aos medidores sobre tendência a evitar situações ou perseguir objetivos. Foi medido também o nível de satisfação com o padrão de vida, saúde, seguridade futura e relacionamentos pessoais.

Resultados

A conclusão foi que certos tipos de pessoas eram tão felizes sendo solteiras quanto outras eram sendo um casal. Os solteiros que tinham maior tendência a evitar situações negativas reportaram o mesmo nível de satisfação e bem-estar do que os participantes em relacionamentos. Segundo os pesquisadores, isso pode ser porque, para estas pessoas, estar sozinho significa ser “livre da possível vulnerabilidade de vivenciar mágoa e conflito em um relacionamento”.

Já aqueles com menor tendência a evitar conflitos, bem como aqueles com tanto maior ou menor tendência a perseguir objetivos mostraram ter um aumento no nível de felicidade quando estavam em um relacionamento.

O estudo desbanca a ideia de que aqueles que evitam estar em um relacionamento para não se machucar são mais infelizes, porque não se permitem viver as coisas boas de um namoro. Na verdade, essas pessoas são tão felizes assim quanto aqueles que são otimistas quanto ao compromisso amoroso são namorando.

Além disso, os pesquisadores ressaltam o fato de que os relacionamentos que nos trazem alegria não necessariamente são os românticos – como a família, amigos, etc. Ou seja, existe mais de um caminho para a felicidade.

Bolsa de Mulher - Amor & Sexo







E-mail: contato@itabiranet.com

(31) 8891-0512

NOTÍCIAS EM ÚLTIMO MINUTO!

© ItabiraNet 2019. Todos os direitos reservados. Webmail